Dentre as ferramentas disruptivas, uma das tecnologias emergentes que vem se destacando é a Business Intelligence (BI). Cada vez mais empresas investem nestes tipos de estratégia, buscando consolidar um modelo de gestão mais assertivo e eficaz, orientado pela clareza dos dados.

Tanto é verdade que, de acordo com projeções, em 2022, o mercado global de Business Intelligence (BI) deve atingir US$ 29,48 bilhões.

Atualmente, instituições financeiras e de ensino superior, manufatura e serviços comerciais são alguns dos setores que mais estão aproveitando a nuvem de Business Intelligence. 

O investimento tem razão de ser. Além de acompanhar as tendências de inovação, ao priorizar uma estratégia de BI e análises, as empresas conquistam um ROI médio de 1300%.  

É fato: para se manter competitivo hoje e no futuro é crucial usar Business Intelligence na gestão corporativa. Os números apontam ainda que mais de 46% das empresas já utilizam uma ferramenta de BI como parte central de sua estratégia de negócios.

Se você quer saber o que é BI e entender o porquê vale a pena investir nesta abordagem, continue lendo o artigo.

O que é Business Intelligence?

O conceito se refere a uma variedade de ferramentas que oferecem acesso rápido e fácil de a um conjunto de insights sobre o estado atual de uma organização, tomando como base os dados corporativos existentes

Basicamente, BI pode ser compreendida como uma infraestrutura processual e técnica que inclui a coleta, o armazenamento e a análise dos dados produzidos pelas atividades de uma empresa. Essa abordagem prevê uma série de atividades, como:

  • Análise de processo;
  • Mineração de dados;
  • Benchmarking de desempenho;
  • Análise descritiva e dos dados;
  • Elaboração de relatórios de desempenho e tendências que orientam as decisões de gerenciamento.
Business Intelligence não consiste apenas em transformar dados em informações. Em vez disso, as organizações precisam desses dados para impactar a forma como seus negócios funcionam e respondem ao mercado em constante mudança.

Sendo assim, não se trata apenas de transformar dados em informações. Mais do que isso, BI está convertendo dados em percepções significativas e acionáveis ​​que permitem às organizações tomar decisões táticas e estratégias de negócios. 

Várias ferramentas de BI permitem acessar e analisar conjuntos de dados e representar as descobertas analíticas na forma de:

  • resumos; 
  • relatórios;
  • painéis; 
  • tabelas; 
  • gráficos e 
  • mapas

Na prática, esse processo fornece aos usuários inteligência detalhada sobre o estado dos negócios.

Quais as ferramentas do BI?

O BI pode oferecer como ferramenta a visualização de dados por meio de diferentes fontes em painéis interativos e relatórios de análise. 

As ferramentas do BI oferecem uma tecnologia que fornece serviços baseados em nuvem para visualizações interativas junto com uma interface simples e amigável. Dessa maneira, os clientes podem criar seus próprios relatórios e painéis.  

Existem diferentes ofertas de BI disponíveis, como software baseado em serviço (SaaS), versão para desktop e aplicativos móveis que podem ser usados ​​em diferentes plataformas. 

Os conectores de software e serviços para inteligência de negócios oferecem um suporte importante para as ferramentas de BI.

Como funciona o BI?

As plataformas de bi oferecem as dashboards, espaços em que é possível visualizar os dados com maior facilidade para gerar insights e, assim, tomar decisões com base em dados.

A melhoria contínua é um dos principais desafios das empresas atualmente. E a tecnologia tem um papel fundamental sendo uma grande aliada das companhias.

Com o uso do Business Intelligence, por exemplo, qualquer empresa é capaz de estruturar e analisar os dados históricos obtendo insights inteligentes, que se convertem em insumos para o processo decisório

Neste contexto, o BI fornece informações sobre pontos de acesso de desempenho e marcadores para processos com falha ou ineficazes. Com essa estrutura, os programas de BI têm condições de medir as atividades e tendências no comportamento do cliente

Os dados obtidos com esse tipo de análise ajudam a atribuir metas de negócios em termos de estratégias de vendas e marketing. 

Basicamente, o BI pode ser o suporte que a sua empresa precisa para entender o contexto na qual atua, melhorar continuamente os processos internos e surpreender o cliente com uma experiência cada vez mais positiva.

De outro modo, o BI também permite identificar GAPs, refinar as estratégias e processos internos. Como resultado, a empresa registra um aumento na produtividade e na eficiência operacional. 

Da perspectiva de gestão corporativa, o BI acelera o retorno do investimento em toda a empresa por meio da otimização de uma série de processos, como:

  • categorização de dados eficaz; 
  • modelagem preditiva;
  • previsão de vendas;
  • entre tantos outros.

Por que devemos usar BI?

A inteligência de negócios ajuda a empresa a detectar pontos críticos de desempenho e se adaptar rapidamente às mudanças no ambiente, atendendo às novas necessidades do cliente

O BI monitora as tendências de negócios e melhora o processo de tomada de decisões estratégicas. Além disso, a ferramenta ajuda a entender as percepções do consumidor, fornecendo os dados que o gestor precisa para conduzir a gestão da empresa alinhado com o cenário e os requisitos atuais.

Quais os usos do BI para as empresas?

As nuvens de Business Intelligence se destacam porque trazem uma série de recursos e possibilidades para as empresas. As ferramentas de BI permitem que você crie e compartilhe visualizações de dados interativos entre data centers presentes em todo o mundo. 

Os maiores fornecedores de plataformas de Business Intelligence, como a Microsoft, ainda mantêm nuvens nacionais para cumprir os requisitos relacionados à conformidade e às normas regulatórias.

Arquitetura do BI

A dashboard das plataformas de business intelligence precisa ser intuitiva, prática e ágil para uso das empresas.

Muito além de saber o que é BI, é importante que você entenda como essa estrutura funciona. A seguir, conheça os principais elementos da arquitetura do Business Intelligence.

Integração de dados

Uma organização trabalha com dados provenientes de diferentes fontes, que podem estar em vários formatos de arquivo. Tais dados são extraídos de servidores ou bancos de dados e integrados em um formato padrão em uma área de teste comum.

Processamento de dados

Nesta etapa, os dados integrados ainda não estão preparados para visualização, pois precisam de processamento. Esses dados são pré-processados. Por exemplo, valores redundantes e valores ausentes serão removidos do conjunto de dados.

A regra de negócios deve ser aplicada aos dados quando eles são limpos. Feito isso, você pode carregar esses dados novamente no Data Warehouse.

Apresentação de dados

Com os dados carregados e processados, agora eles podem ser exibidos com o uso de várias visualizações disponíveis no BI. Ao explorar os painéis e relatórios, você consegue representar os dados de forma mais intuitiva. Este relatório visual ajuda os usuários finais na tomada de decisões de negócios com base nos insights.

BI: 4 principais vantagens

 As vantagens do bi permitem que empresas tomem decisões e pensem estrategicamente. Assim, é possível alavancar resultados e alcançar objetivos estabelecidos.

Como vimos até aqui, os recursos e a arquitetura do BI trazem uma série de novas possibilidades para as organizações. 

Muito além de contar com o suporte da tecnologia e incorporar uma tendência, as empresas têm a chance de investir no desenvolvimento dos profissionais, capacitando-os para lidar com os dados.

Ao mesmo tempo, ao usar BI elas priorizam a construção de um modelo de gestão mais inteligente, eficaz e assertivo, orientado pela análise de dados consistentes. São várias as vantagens de investir em Business Intelligence (BI). Confira!

Insights mais rápidos

Capacite todos os profissionais para transformar dados em insights com rapidez e facilidade. A visualização de dados permite mapear tendências, compreender como está o desempenho dos negócios e quais oportunidades e riscos estão em jogo.

Decisões mais inteligentes 

A gestão orientada por achismo e intuição ficou no passado. Agora, com o BI, as organizações podem tomar decisões rápidas e assertivas baseadas em dados. Compreender as informações e colaborar com outras pessoas para gerar insights é um processo viável, baseado em fatos e, claro, muito mais eficaz.

Maior valor de produtos e serviços

Os dados têm um valor incrível, mas a maioria dos usuários não têm tempo ou paciência para aprender a explorar uma ferramenta especializada de Business Intelligence

A partir do BI, as organizações podem tornar o acesso aos dados conveniente e a análise mais intuitiva para os usuários, incorporando opções de autoatendimento em aplicativos e processos de negócios.

Análise mais acessível para todos

Hoje, as equipes técnicas podem economizar tempo e esforço para escrever código personalizado para cada relatório ou visualização. Com uma ferramenta de BI, a empresa pode permitir que os usuários finais visualizem e obtenham respostas de dados por conta própria.

E a sua empresa já explora o poder dos dados com uma estratégia de BI? Se ainda não, a hora é agora. Saiba como a Ingram Micro pode ajudar você.

Este artigo foi útil?

Você já votou neste post

Tags

Roberto Gero

Roberto Gero

Diretor de Produtos e Advanced Computing da Ingram Micro Brasil. Formado em Engenharia Mecânica, com MBA Executivo pela FIA/USP – Fundação Instituto de Administração. Desde 2017, trabalha como Diretor de Soluções Avançadas na Ingram Micro Brasil; com mais de 25 anos em áreas de negócios de TI, passou por diferentes posições em Canais e Fabricantes, incluindo IBM, Oracle e Ingram Micro.