Cada vez mais, a infraestrutura como serviço (IaaS, sigla em Inglês para Infrastructure as a Service) ganha popularidade entre empresas de diferentes setores. 

Na prática, as plataformas de computação instantâneas e infraestrutura pela internet garantem às empresas os benefícios da infraestrutura em nuvem com opções flexíveis e econômicas que aumentam a produtividade. Nesse modelo, os clientes pagam o que precisam usar, aumentando ou diminuindo de acordo com suas necessidades. 

Especialmente diante da digitalização dos processos, acelerada pela pandemia de Covid-19, o aumento da demanda de infraestrutura cloud, incluindo nuvem de computação, armazenamento e rede, tem sido expressivo. 

De acordo com estudo recente da Gartner, a Infraestrutura de nuvem como serviço registrou um crescimento de 40,7% em 2020, em comparação com o ano anterior, movimentando cerca de US $64,3 bilhões.

A infraestrutura de nuvem proporciona economia e produtividade às empresas.

Ao lado de outras variações de serviço em nuvem, como plataforma como serviço (PaaS) e software como serviço (SaaS), a infraestrutura em nuvem se destaca pela sua natureza específica. Ou seja, permite às empresas apenas comprar, gerenciar, instalar e configurar a infraestrutura de que precisam.

Assim, a infraestrutura cloud ajuda a evitar despesas exorbitantes com a compra de servidores físicos e infraestrutura de data center, bem como dispensa a necessidade de configuração com complexidade técnica. 

Ou seja, com a infraestrutura em nuvem as empresas podem se concentrar no core business e na produtividade do negócio.

Se interessou? Então, continue lendo o artigo e entenda tudo sobre IaaS!

O que é infraestrutura de nuvem?

A infraestrutura de nuvem como serviço (IaaS) consiste no fornecimento de um conjunto de computação completo, que inclui servidores, armazenamento, rede e software operacional. A infraestrutura cloud é entregue como uma construção virtualizada abstrata.

Sendo assim, uma solução IaaS permite que as empresas consumam apenas o que precisam, enquanto transferem tarefas de gerenciamento complexas e caras para seu provedor.

Em síntese, uma infraestrutura em nuvem tem vários componentes principais necessários para criar aplicativos que são acessados ​​por meio da nuvem. 

A infraestrutura cloud geralmente é categorizada em três partes que colaboram para criar um serviço em nuvem:

  • Computação: essa parte é fornecida por racks de servidores que entregam serviços em nuvem para vários serviços e parceiros.
  • Rede: para transferir dados externamente, bem como entre computadores e sistemas de armazenamento, esta parte da infraestrutura cloud depende de roteadores e switches.
  • Armazenamento: uma infraestrutura em nuvem provavelmente precisará de um armazenamento considerável, que, geralmente, usa uma combinação de discos rígidos e armazenamento flash.

Nesse modelo, as funções de instalação, configuração, monitoramento e otimização das máquinas virtuais e serviços de nuvem ficam acessíveis em uma interface baseada na web.

IaaS: por que usar infraestrutura cloud?

A infraestrutura de nuvem permite o uso de uma única plataforma de gestão, o que otimiza custos.

Essa é uma dúvida bastante comum. Afinal, por que deixou de ser vantajoso ter uma infraestrutura física?

Basicamente, porque a infraestrutura de nuvem traz uma série de novas possibilidades. Ao investir nesse tipo de solução, a empresa ganha a possibilidade de fazer a gestão de sistemas de nuvem privada, nuvem pública e nuvem híbrida

Além disso, é possível também alugar componentes de infraestrutura em nuvem de um provedor usando o modelo de IaaS.

Um bom sistema de infraestrutura de nuvem permite que hardware e software sejam integrados e fornece uma única plataforma de gestão para várias nuvens.

Ao optar pelo modelo de IaaS, a empresa garante uma série de vantagens, tais como redução do custo de propriedade e aumento da flexibilidade e do dimensionamento.

É possível contratar um serviço de infraestrutura de nuvem?

A infraestrutura cloud é fornecida como como um serviço no modelo IaaS. Ou seja, o provedor entrega a base da computação baseada na nuvem, permitindo que os clientes criem plataformas de TI virtualizadas que podem ser expandidas facilmente. 

Nesse modelo, o hardware é disponibilizado aos usuários em um ambiente virtualizado, em que eles acessam os recursos por meio de um console de gerenciamento baseado em navegador ou por API. 

Basicamente, os serviços de infraestrutura cloud, oferecidos no modelo IaaS, se expandem conforme a demanda do usuário, de modo que os clientes pagam apenas pelos recursos que usam.

Além das soluções de infraestrutura, as empresas podem contar com as ofertas de plataforma como serviço (PaaS) que incluem um ambiente de desenvolvimento completo, hospedado na nuvem, sistema operacional, servidor da web, ferramentas, linguagem de programação, banco de dados, rede, servidores, armazenamento e muito mais.

As vantagens da infraestrutura de nuvem

Infraestrutura de nuvem é um diferencial competitivo que as empresas não podem abrir mão.

A IaaS é vantajosa para empresas nos cenários em que a escalabilidade e o provisionamento rápido são essenciais. Em outras palavras, organizações que mantêm um ritmo acelerado de crescimento, mas preferem não investir em hardware, podem usar o modelo de infraestrutura cloud

A abordagem também se aplica para empresas com cargas de trabalho de aplicativos estáveis. Assim, elas podem descarregar algumas das operações de rotina e manutenção envolvidas no gerenciamento da infraestrutura.

Veja algumas das principais vantagens da infraestrutura de nuvem:

  • Pagar pelo que usar: as taxas são calculadas por meio de métricas baseadas no uso;
  • Reduzir despesas de capital: IaaS é normalmente uma despesa operacional mensal;
  • Escalar dinamicamente: é possível adicionar capacidade rapidamente em horários de pico e reduza conforme necessário;
  • Aumentar a segurança: os provedores de IaaS investem pesadamente em tecnologia de segurança e especialização;
  • Provisionar o autoatendimento: acesso por meio de uma conexão simples com a internet;
  • Realocar recursos de TI: possibilidade de liberar a equipe de TI para projetos de maior valor;
  • Reduzir o tempo de inatividade: IaaS permite a recuperação instantânea de interrupções;
  • Habilitar a inovação: é fácil adicionar novos recursos e explorar as APIs;

Aumentar a competitividade: as pequenas e médias empresas podem competir com empresas muito maiores.

Exemplos de IaaS

Os negócios em nuvem estão crescendo. Na verdade, a Gartner projeta que a receita no mercado de IaaS deve aumentar para US $81,5 bilhões até 2022, ante US $41,4 bilhões em 2019. As empresas estão usando IaaS de várias maneiras. Veja algumas delas:

  • Desenvolvimento de softwares;
  • Teste de softwares;
  • Hospedagem de sites;
  • Suporte a aplicativos da web;
  • Computação de alto desempenho (HPC);
  • Análise de Big Data.

A infraestrutura em nuvem é a tecnologia perfeita para empresas que lidam com demandas sazonais. Os varejistas, por exemplo, sabem que o tráfego aumenta em novembro e dezembro devido à Black Friday e às festas de fim de ano. 

Sendo assim, ter a possibilidade de adicionar capacidade rapidamente durante esses períodos de pico é importante. A natureza elástica do IaaS permite que as empresas aumentem a infraestrutura cloud quando necessário.

Outro exemplo de aproveitamento da infraestrutura em nuvem é o armazenamento de vídeos com segurança. Como esses arquivos consomem uma grande quantidade de dados, é preciso ter um aplicativo de gerenciamento para armazenar esse tipo de conteúdo. O armazenamento em nuvem é a solução ideal.

Companhias de todos os setores e estágios do ciclo de vida dos negócios estão usando soluções IaaS. Especialmente porque a flexibilidade, escalabilidade e economia de custos desse modelo são difíceis de superar.

Atualmente, o mercado oferece uma série de provedores de IaaS. Conheça as quatro opções mais populares:

  • Microsoft Azure: é um serviço de computação em nuvem criado para construir, testar, implantar e gerenciar aplicativos e serviços por meio de data centers gerenciados pela Microsoft;
  • Amazon Web Services: é uma plataforma de serviços em nuvem segura, que oferece poder de computação, armazenamento em banco de dados, entrega de conteúdo e outras funcionalidades para ajudar as empresas a escalar e crescer;
  • Rackspace: é uma empresa de computação em nuvem gerenciada que visa facilitar o gerenciamento de implantações de nuvem privada e pública. A empresa é o maior provedor de nuvem gerenciada, oferecendo experiência em plataformas de nuvem, como AWS, Microsoft Azure e OpenStack.
  • Google Compute Engine: é a oferta de máquina virtual IaaS do Google. A solução permite que os clientes usem máquinas virtuais poderosas na nuvem como recursos do servidor, em vez de adquirir e gerenciar o hardware do servidor.

Infraestrutura de nuvem: vale a pena contratar?

A infraestrutura de nuvem é flexível e escalável, sendo a solução perfeita para atender às demandas empresariais. 

Com a infraestrutura cloud, em vez de investir pesado em hardware de uma única vez, os profissionais de TI podem implantar a infraestrutura em fases, como parte do código de um aplicativo. Além disso, com um sistema multicloud, é possível gerenciar todas as demandas da nuvem a partir de um único painel. 

Dessa maneira, o time de TI ganha maior controle sobre os processos e produtividade.

AWS illuminate: recursos de infraestrutura cloud ao seu alcance

Conheça nosso programa para implementar sua infraestrutura de nuvem.

Para orientar você na jornada de implantação da infraestrutura de nuvem, criamos o Programa Ingram Micro AWS Illuminate. O objetivo é entregar serviços exclusivos, promoções e ofertas para parceiros que querem progredir na rede AWS Partner Network (APN).

Com o serviço AWS Illuminate, exclusividade da Ingram Micro com a Amazon Web Services, lançamos um serviço para apoiar revendas na jornada de soluções em nuvem.

O objetivo é mostrar a melhor maneira de aproveitar todos os recursos disponíveis na infraestrutura de nuvem. Assim, será possível entregar benefícios adicionais que vão preencher as lacunas para o sucesso do seu negócio na AWS.

O programa está estruturado em quatro pilares: 

  • Coaching: treina e acompanha a revenda em todos os processos para ajudar a alcançar seus objetivos; 
  • Marketing: com benefícios que ajudarão na geração de leads para o cliente final; 
  • Sales com consultoria: orientação e treinamentos para apoiar no desenvolvimento de estratégia comercial;
  • Technical: com arquitetos de solução para apoiá-lo a conquistar negócios e otimizar seus ambientes.

Em síntese, o Illuminate oferece benefícios e recursos do programa de parceiros global AWS Partner Network, com o objetivo de simplificar a complexidade do trabalho com infraestrutura cloud e extrair o que há de melhor do modelo de IaaS.

O programa AWS Illuminate já é mantido pela Ingram Micro nos Estados Unidos e no Reino Unido. Certamente, será um sucesso aqui no Brasil também.

Quer saber mais sobre o programa? Acesse o site e saiba por onde começar a sua jornada na AWS Partner Network. 

Este artigo foi útil?

Você já votou neste post

Carla Santos

Carla Santos

Diretora Cloud & Soluções Digitais na Ingram Micro Brasil. Conta com formação em Administração de Empresas e mais de 15 anos de experiência no mercado de Distribuição de TI, contribuindo na transformação do ecossistema Software & Cloud.