Com a ampla adoção de anywhere e home office, por meio de dispositivos corporativos descentralizados, os desafios de segurança de dados aumentaram. Isso porque as empresas precisam lidar com a complexidade da área de Tecnologia da Informação (TI) e garantir a disponibilidade e a integridade dos dados. Neste cenário, investir em backup periódico é fundamental. Mas essa não é a única alternativa para armazenamento e proteção de dados, visto que há o snapshot.

O snapshot é uma forma de recuperação mais rápida do que o backup tradicional e pode, sim, ser usado na estratégia de TI das companhias. Ao longo deste post, apresentamos o conceito de snapshot, bem como suas vantagens e desvantagens, mostrando em que medida ele pode complementar o backup tradicional.

Acompanhe o artigo!  

O que é snapshot?

Um snapshot é uma espécie de cópia de backup usada para criar toda a instância/cópia arquitetônica de um aplicativo, disco ou sistema. Ele é usado em processos de backup para restaurar o sistema ou disco de um dispositivo em um momento específico.

O snapshot também pode ser definido como uma cópia de ambientes como imagens em vídeo, memória, servidores ou dos sistemas de armazenamento de dados.

Na prática, o recurso é utilizado em infraestruturas de TI como data centers, já que é um retrato fiel de uma determinada situação do ambiente, seja ela de vídeo (screenshot), dados ou de memória.

O snapshot não equivale a uma cópia de backup e não armazena os dados em si, mas apenas indica onde e como os dados foram guardados e organizados. 

Normalmente, o snapshot é criado usando imagens de disco/sistema ou software de restauração e recuperação do sistema. Porém, a maioria dos softwares de backup também pode fazer backups e restaurar o sistema usando snapshot.

Snapshot: vantagens e desvantagens

Na estratégia de segurança cibernética, um dos principais benefícios do snapshot é que ele permite um retrocesso mais rápido a um ponto anterior do que os backups. 

Além disso, outra vantagem é que o snapshot disponibiliza uma proteção muito mais frequente do que o backup. É possível definir instantâneos para, digamos, uma vez por hora, sem afetar a operação dos sistemas de produção. 

Com uma proposta diferente, o backup provavelmente será executado uma vez por dia e fora do horário de operação principal devido ao seu impacto nos recursos.

Uma das desvantagens do snapshot é que, via de regra, para estar rapidamente disponível ele é mantido localmente no dispositivo de armazenamento. 

Isso significa que os instantâneos são vulneráveis ​​a quaisquer interrupções que afetam o sistema e usam a capacidade de armazenamento (potencialmente primária).

Portanto, os instantâneos são mais bem usados ​​em conjunto com uma estratégia de backup. 

Os snapshots são bons para a estratégia de proteção de dados mais frequentes, medida em minutos ou horas, enquanto backups são usados ​​para proteção diária. 

Os períodos de retenção de instantâneos geralmente refletem isso. A exclusão de instantâneos ocorre após, aproximadamente, 48 ​​horas, o que permite que um ou dois backups ocorram naquele período.

Qual a diferença entre backup e snapshot?

As primeiras ideias de backup surgiram no início de 1960, antes os de fita eram os mais difundidos, essas estratégias eram chamadas de fitas de backups.

Certamente, ao definir uma estratégia de segurança cibernética, você irá se deparar com esses recursos. É importante ter em mente que, embora backups e instantâneos façam cópias das informações da sua conta, eles o fazem de maneiras diferentes.

Backup: como funciona?

O backup é a ferramenta que permite criar cópias de seus arquivos, incluindo dados do seu site e da sua caixa de e-mails, por exemplo.

Essas cópias são tradicionalmente mantidas em um local diferente do conteúdo original, isto é, são ideais para uso em caso de recuperação de desastres.

Um backup pode levar minutos, horas ou dias para ser concluído, dependendo do volume de dados. Em outras palavras, ao final do processo é possível que as informações não sejam consistentes com os dados no momento em que a cópia de segurança foi iniciada.

Os backups são projetados para serem armazenados por longos períodos de tempo e, se forem mantidos fora do servidor, podem ser usados ​​para restaurá-lo após uma falha.

Snapshot: como funciona?

Os snapshots são uma “imagem” instantânea do sistema de arquivos do seu servidor em um determinado período de tempo. Essa imagem captura toda a estrutura do sistema de arquivos no momento em que o instantâneo foi tirado. 

Ao usar um snapshot para restaurar o servidor, ele será revertido exatamente para o ponto em que estava no momento do instantâneo.

Os snapshots são projetados para armazenamento de curto prazo. Quando o espaço se esgota, novos instantâneos eventualmente sobrescrevem os mais antigos. 

Por isso, os instantâneos geralmente são usados quando a área de TI precisa retroceder para uma versão recente do seu servidor.

Backup vs Snapshot

Para construir uma estratégia de proteção e segurança de dados, é importante ter clareza sobre as diferenças entre backups e instantâneos.

BackupSnapshot


Proteção de dados
Um backup contém uma cópia restaurável de dados protegidos.Um instantâneo garante que os dados existentes não sejam modificados, mas não faz nada para proteger contra a perda devido à falha de hardware ou outros fatores.




Recuperação de dados
As operações de restauração envolvem a cópia de dados do backup de volta para o armazenamento primário.A quantidade de tempo necessária depende da quantidade de dados que estão sendo restaurados Os instantâneos podem ser usados ​​para reverter instantaneamente um sistema a um estado anterior.As restaurações de instantâneo acontecem rapidamente porque, ao contrário de um backup, nenhum dado é copiado.







Atuação
O desempenho de leitura de um sistema pode ser diminuído enquanto um backup está em andamento, mas retorna ao normal quando o backup é concluído.Um backup Continuous Data Protection (CDP) pode afetar o desempenho de um sistema durante o backup inicial, mas os backups subsequentes normalmente terão um efeito insignificante no desempenho.A diferenciação de instantâneos de disco afetará negativamente o desempenho de leitura enquanto os instantâneos existirem.O grau em que o desempenho é afetado depende de quantos instantâneos existem.A criação de cada instantâneo subsequente em uma árvore de instantâneos degrada ainda mais o desempenho.
Disponibilidade de dadosLongo prazoCurto prazo
Velocidade de cópiaDemora para copiar dados.Rápido para copiar dados.

Como os instantâneos de armazenamento e backups funcionam juntos?

 A International Business Machines Corporation (IBM) criou o primeiro computador com sistema de armazenamento em disco rígido (HD) em 1956, um ano depois o modelo começou a ser comercializado. 

Quando abordamos esse tema, uma dúvida é bastante comum: posso ter instantâneos e backups na mesma estratégia de segurança cibernética? Sim! Essa é a combinação ideal.

Os sistemas de backup modernos usados ​​em um ambiente de produção geralmente usam instantâneos como parte do processo de cópia de arquivos. Isso é especialmente verdadeiro ao fazer backup de um banco de dados ativo. 

Se um banco de dados ativo fosse simplesmente copiado para backup, os dados provavelmente seriam alterados antes que o backup fosse concluído, o que gera uma cópia corrompida.

Os sistemas de backup modernos tiram um instantâneo de um banco de dados antes de iniciar um backup. Assim, o snapshot registra exatamente o status inicial do banco de dados. 

Quando o processo de backup é concluído, o instantâneo é excluído e os dados que foram armazenados no snapshot são mesclados no banco de dados.

Quais os sistemas compatíveis com o snapshot?

Para aumentar o nível de proteção e segurança de dados, muitas empresas usam o  recurso de snapshot em ambientes onde o backup corporativo precisa ser complementado com cópias instantâneas, como: 

  • Sistemas de arquivos; 
  • Banco de dados; 
  • Storages NAS; 
  • Ambientes virtualizados e outros.

Como vimos até aqui, a captura e a restauração de um arquivo são feitas quase que instantaneamente. Isso é possível porque a estrutura do snapshot não armazena uma cópia exata, mas, sim, informações (metadados) sobre o estado desse arquivo ou sistema.

Vale destacar que os registros instantâneos são armazenados no mesmo dispositivo e volume que os dados originais. Por isso, se houver algum problema no dispositivo ou se o volume for corrompido, os snapshots também serão comprometidos e não será possível usá-los. 

É importante ter em mente outro aspecto: o snapshot não é capaz de restaurar um arquivo se este já estiver danificado antes da captura.

Snapshot: como pode ser usado em empresas?

Em uma estratégia de segurança de dados, os profissionais de TI adotam essa ferramenta para garantir uma cópia das informações corporativas.

Em ambientes virtualizados, antes de executar atualizações em servidores, storages e softwares, eles registram a situação dos dados “fazendo uma foto”

Assim, diante da necessidade de recuperação do sistema, o processo se torna mais simples. Em síntese, o snapshot é um recurso importante que ajuda a manter sistemas de computação em funcionamento.

Snapshot: passo a passo de implementação

São chamados de metadados, ou metainformação, os dados que contém informações sobre outros dados, geralmente se trata de uma informação inteligível por um computador.

Até aqui, conhecemos o conceito, a aplicação e a importância do snapshot. Mas, afinal, como implementar a ferramenta? Confira o passo a passo a seguir:

  1. Estabeleça uma agenda para a realização automática das capturas instantâneas, lembre-se de contemplar os arquivos que são alterados e acrescentados; 
  2. Não esqueça que a captura inicial salva os dados dos arquivos primários ou originais. As capturas subsequentes armazenam as modificações realizadas; 
  3. Saiba que, quando um dos arquivos alterados é corrompido, a captura mais recente anterior à corrupção é localizada;
  4. Assim, o arquivo é restaurado conforme o status registrado pelo snapshot.

Para colocar esse tipo de ferramenta em uso na companhia, é fundamental que as empresas tenham o suporte de profissionais qualificados e experientes que sejam capazes de driblar os desafios de implementação.

Afinal, é preciso pensar em uma abordagem complementar, que seja capaz de explorar tanto o backup como os instantâneos, pois isso busca garantir a proteção e a segurança de dados. 

Se você quer obter um serviço de melhor qualidade, conte com o suporte da Ingram Micro, distribuidora global e autoridade em soluções TI, que traz o serviço ideal para cada consumidor. Entre em contato conosco! Vamos oferecer uma solução sob medida para o seu negócio.

Este artigo foi útil?

Você já votou neste post

Tags

Ingram Micro Brasil

Ingram Micro Brasil

A Ingram Micro é o maior distribuidor mundial de tecnologia e líder de suprimentos de TI. Ajudamos empresas a cumprir a promessa da tecnologia.