A tecnologia mudou tudo no mundo e nada representa melhor nosso avanço incessante em direção ao futuro do que a proposta de uma smart home. Ao conectar dispositivos em nossas casas, podemos levar uma vida mais confortável, segura e eficiente. 

Desde a automatização das cortinas, passando pelo aquecimento da sua piscina até o ajuste das luzes e da música antes da chegada dos seus amigos, todas essas funções podem ser controladas pela tecnologia. 

Enquanto isso, você desfruta da comodidade, segurança e das vantagens econômicas da smart home, que também é ecologicamente correta e favorável ao meio ambiente. 

Mas, afinal, o que é uma casa inteligente? Quais benefícios ela oferece? E como montar uma? 

Neste artigo, apresentamos as respostas para essas e outras questões sobre o tema.

Boa leitura! 

O que é uma smart home?

Basicamente, é uma casa com um sistema inteligente que se conecta aos seus eletrodomésticos para automatizar tarefas específicas. Normalmente, essas funções podem ser controladas remotamente. 

Você pode usar um sistema doméstico inteligente para definir e monitorar seu sistema de segurança residencial e câmeras, bem como controlar aparelhos domésticos, como geladeira, ar condicionado e aquecedor. 

Uma smart home tem seus dispositivos interconectados pela Internet e oferece acesso sob demanda para controlar sua  iluminação, segurança doméstica, regulação de termostato e home theater e entretenimento.  Pode ser tão simples quanto dizer: “Alexa, acenda a luz da sala”.

Benefícios de casas inteligentes

Por que morar em uma smart home? Há muitos benefícios em tornar sua casa conectada, conheça alguns:

1. Interconectividade

De sistemas de segurança inteligentes e alto-falantes a iluminação e TVs, conectando esses dispositivos você pode melhorar a produtividade de uma casa. 

A integração de produtos e sistemas domésticos inteligentes também oferece uma paz de espírito inestimável. 

Essa interconectividade permite que os usuários gerenciem e monitorem remotamente termostatos, analisem imagens de câmeras de vigilância, programem luzes internas e externas e muito mais. 

É possível fazer tudo isso sem ter que deixar seu local de trabalho ou mesmo a mesa da cozinha. Consequentemente, você economiza dinheiro em contas de serviços públicos, como energia elétrica e água.

2. Monitoramento remoto

Se conectadas a um dispositivo móvel, laptop ou computador desktop, as casas inteligentes podem ser gerenciadas de qualquer lugar, a qualquer momento, por meio de monitoramento remoto. Isso permite check-ins em tempo real em várias áreas da sua casa. 

Esse monitoramento remoto fornece um nível de segurança exclusivo e conforto para os usuários, que podem confirmar, em tempo real, se sua casa e sua família estão protegidas de ameaças.

3. Personalização

Dependendo do dispositivo, os produtos inteligentes podem se ajustar para corresponder às preferências personalizadas de um usuário ou atender às necessidades específicas. 

Por exemplo, um termostato inteligente pode modificar a temperatura da sua casa com base nas condições climáticas locais, tornando o espaço mais confortável para seus ocupantes. 

4. Maior segurança

Por meio da interconectividade da smart home, com vigilância e monitoramento em tempo real, os proprietários podem saber exatamente o que está acontecendo e receber alertas em tempo real sobre quaisquer ocorrências questionáveis.

Segurança, maior controle e economia são alguns dos principais benefícios em apostar em smart home.

5. Gestão de energia

A automatização no uso dos sistemas de aquecimento, resfriamento e iluminação pode economizar nos custos de energia. Pré-programar seu termostato para uma temperatura específica durante determinados horários do dia garante conforto, enquanto reduz o desperdício.

Considere adotar o uso de tomadas inteligentes para gerenciar o desligamento automático de dispositivos eletrônicos, como TVs e sistemas de jogos. As lâmpadas LED inteligentes permitem que os usuários acionem e apaguem as luzes em determinados momentos para segurança e conveniência.

6. Análise de vídeo

Talvez uma das características mais relevantes da automação residencial inteligente seja a análise de vídeo. Esta tecnologia avançada pode ser adicionada como outra camada de segurança em linha com a detecção de movimento. 

Com tecnologia para diferenciar imagens de animais, humanos ou veículos, ele diminui notificações falsas e decifra o movimento para ajudar a prevenir alarmes falsos. 

7. Segurança do aparelho

Na estrutura de uma smart home, você pode implementar proteções inteligentes de fogão e churrasqueira para desligamento automático do aparelho. 

Isso fornece monitoramento em tempo real para perigos, como deixar um fogão, grelha ou forno quente, evitando possíveis incêndios e vazamentos de gás.

8. Detecção de vazamento e sensores de inundação

Proteger sua casa contra vazamentos e inundações é outro recurso inteligente. Com os recursos de uma smart home, você pode receber alertas móveis em tempo real através dos sensores de detecção de vazamento e inundação do seu sistema para evitar danos dispendiosos antes que eles aconteçam.

Ideias para uma smart home

Se você está olhando em volta de sua casa e se perguntando quais dispositivos normais você tem agora que podem ser transformados em um dispositivo inteligente, é melhor perguntar:“O que não pode ser transformado em um dispositivo inteligente?” 

Se um aparelho puder ser conectado, é provável que exista uma empresa fazendo uma versão inteligente dele. Para começar, aqui está uma pequena lista de ideias para tornar uma casa inteligente:

Mantenha sua casa segura com fechaduras inteligentes. Substitua a fechadura tradicional por uma fechadura inteligente para trancar e destrancar a porta remotamente. Certifique-se de trancar a porta depois de já ter saído e mantenha um registro de quem entrou e saiu. 

Monitore sua casa com alertas de segurança inteligentes. Uma infinidade de dispositivos domésticos inteligentes pode alertá-lo sobre problemas de segurança ou proteção remotamente. 

Assim, você pode receber alertas onde quer que esteja, sobre vazamentos, no dia em que esqueceu a porta da garagem aberta, para fumaça, quando alguém tocar a campainha ou se você deixou algo conectado que realmente deveria ter sido desligado antes de você sair de casa. 

Gerencie a temperatura da sua casa e economize energia com um termostato inteligente. Um termostato inteligente pode aprender seus hábitos e ajustar automaticamente a temperatura com base em sua programação exclusiva. Ele também permite que você ajuste manualmente e remotamente as temperaturas por meio de um aplicativo. 

Delegue tarefas por meio de um assistente inteligente. Um assistente virtual – pense no Google Home ou Amazon Echo – permite que você use comandos de voz para fazer coisas como ligar música, pesquisar na Web e controlar os dispositivos inteligentes de sua casa. 

Simplifique suas tarefas com aparelhos inteligentes. Smart TVs, lava-louças, geladeiras e lavadoras e secadoras permitem acesso e controle remoto e podem alertá-lo sobre informações relevantes para cada aparelho. 

Por exemplo, sua máquina de lavar pode detectar quando o consumo de energia é menor na sua área e ligar durante esse período. Já sua geladeira pode examinar os produtos armazenados, avisando quando os ovos estão prestes a terminar ou quanto leite você ainda tem! 

Controle a iluminação da sua casa com lâmpadas inteligentes. As luzes inteligentes permitem que você controle a iluminação em todos os cômodos da casa a partir do seu dispositivo móvel. Seu filho esqueceu de apagar as luzes da cozinha? Você pode fazer isso no caminho para a escola direto do seu telefone. Melhor ainda: configure suas luzes para acender e apagar em horários definidos e nunca mais se preocupe se alguém se esqueceu de fazer isso.

Obtenha o melhor dos dois mundos com uma casa inteligente e sustentável. É importante ter em mente que uma smart home visa tornar sua casa mais prática e proporcionar mais saúde, conforto e consciência ecológica. Por exemplo, instalar uma estação de carregamento de carros elétricos em sua garagem permite que você atualize sua casa e também adote um estilo de vida mais sustentável.

Já pensou ter uma geladeira que te alerta quando os produtos estão acabando? Isso já é possível, graças à tecnologia da internet das coisas.

Como estruturar uma smart house?

Quando as casas inteligentes se tornaram uma opção, a resposta das pessoas foi lenta e um pouco nebulosa. Mas, à medida que novos players ingressam na indústria, eles tornam mais fácil para os consumidores compreender e adquirir as tecnologias necessárias para começar.

Basicamente, para transformar sua casa em uma smart home você precisa de:

1) uma conexão wi-fi;

2) eletrodomésticos inteligentes (ou dispositivos domésticos inteligentes);

3) um sistema doméstico inteligente para conectar, monitorar e controlar esses dispositivos.

E o que é um dispositivo inteligente?

É qualquer dispositivo eletrônico que pode ser conectado ao seu sistema de casa inteligente, interagir com outros dispositivos e, assim, tomar algumas decisões por conta própria. 

Televisores, fogões, sistemas de alarme, campainhas, portas de garagem e aparelhos de som são exemplos de dispositivos inteligentes. 

Os dispositivos inteligentes podem ser adquiridos separadamente e ao longo do tempo, tornando mais fácil transformar lentamente sua casa em uma smart home.

Smart house: por onde começar?

Não importa se você vai construir uma smart house em uma etapa única –  “tudo de uma vez” – ou aos poucos – “um passo de cada vez”. 

Existem algumas coisas que você precisa seguir para preparar seus eletrodomésticos e dispositivos inteligentes. 

Atualize seu WiFi. Uma vez que todos os dispositivos domésticos inteligentes usam a Internet para se comunicar, você vai querer ter certeza de que tem WiFi forte o suficiente para lidar com o compartilhamento de informações. Para residências maiores, você pode considerar a aquisição de vários roteadores. 

Faça sua pesquisa. Existem muitos sistemas e dispositivos domésticos inteligentes disponíveis no mercado. Por isso, uma boa ideia é familiarizar-se com algumas opções diferentes antes de escolher uma. 

Identifique suas necessidades. Descubra exatamente o que você está procurando em uma casa inteligente e, em seguida, escolha as áreas que deseja começar a abordar agora. A partir daí, fica mais fácil escolher o sistema e os dispositivos e aparelhos inteligentes que atenderão às suas necessidades. 

Elementos importantes para uma smart home

As casas inteligentes estão se tornando cada vez mais populares. E isso não poderia ser diferente, afinal, a automação residencial é a união definitiva de tecnologia, conveniência e segurança. 

As possibilidades de uma smart home são muitas e planejar uma pode ser uma experiência desafiadora. Por isso, listamos, a seguir, os três elementos centrais: um dispositivo inteligente, um hub e um aplicativo conectado.

Smart Hubs

O hub é o centro de comando do seu ecossistema da smart home. É a peça que conecta seus dispositivos individuais e os ajuda a falar uns com os outros. Alguns sistemas têm hubs que funcionam apenas com dispositivos do mesmo fabricante, enquanto outros – como o Amazon Echo – funcionam com diversas peças.

Aplicativos móveis conectados

É o aplicativo que fornece ao usuário a possibilidade de controlar ou monitorar seus dispositivos inteligentes remotamente. Basta baixar o app complementar do sistema e emparelhá-lo com seu hub e pronto. Embora o aplicativo de cada produto funcione de maneira um pouco diferente, eles geralmente fornecem controles de energia, acesso ao temporizador e muito mais.

Para além dos aparelhos, contar com uma boa conexão de internet, é fundamental para aproveitar ao máximo o potencial da smart home.

Dispositivos Inteligentes

Os dispositivos inteligentes são os verdadeiros cavalos de batalha de um sistema doméstico inteligente. Isso porque eles são as partes que realmente implementam os comandos. Veja alguns exemplos dos diferentes tipos de dispositivos inteligentes que você pode incluir na sua smart home:

  • Dispositivos de controle de acesso e segurança: câmeras de segurança, travas inteligentes e sensores de movimento são alguns exemplos;
  • Eletrodomésticos: geladeiras, máquinas de lavar, lava-louças e fornos inteligentes já podem ser integrados ao seu sistema de automação residencial; 
  • Controles de clima: geralmente, combinam com os sistemas de gerenciamento de energia. Termostatos inteligentes são o exemplo mais popular de controladores de clima.
  • Gerenciadores de recursos: dispositivos inteligentes de gerenciamento de energia incluem controles remotos de sprinklers e tecnologia de programação de interruptores.
  • Peças de entretenimento: o entretenimento inclui smart TVs, alto-falantes sem fio e projetores de filme.
  • Dispositivos de  saúde: os sistemas de saúde são uma área em crescimento no setor de smart home. Umidificadores e balanças inteligentes são dois exemplos comuns.
  • Controles de iluminação: com dimmers, lâmpadas, faixas de luz e interruptores, você pode gerenciar o uso da energia de forma mais consciente. 

Além disso, embora não seja tecnicamente uma parte do sistema de automação residencial, sua conexão com a Internet, modem e roteador geralmente desempenham funções críticas.

Um plano de internet de alta velocidade garante conectividade suave e desempenho confiável entre dispositivos habilitados para Wi-Fi.

O futuro já começou e a construção de uma smart home é, de fato, desafiadora. Mas, agora, você já conhece os elementos básicos da automação residencial e sabe porque essa abordagem é tão importante.

Quer conhecer as melhores soluções de tecnologia? Conte com o suporte da Ingram Micro, distribuidora global líder em soluções de tecnologia. Entre em contato conosco!

Este artigo foi útil?

(5)

Você já votou neste post

Ricardo Rodrigues

Ricardo Rodrigues

Diretor de Commercial, Consumer, Mobility e ITAD da Ingram Micro Brasil. Experiência de 17 anos no setor de TI e 10 anos no setor de Consumo. Formado em Administração de Empresas e com MBAs Executivo e de Gestão Estratégica de Pessoas pela USP.