Nas últimas décadas, as inovações digitais não apenas remodelaram indústrias, mas também transformaram as condições de existência humana. Mas, e as tecnologias do futuro? Como afetarão estilos de vida conhecidos hoje?

Atualmente, os dispositivos digitais são fundamentais na rotina, oferecendo possibilidade de contato, consumo, ferramentas de trabalho e muito mais. É possível realizar diferentes ações em uma tela de apenas 6 polegadas. 

As novas tendências estão mudando em um ritmo rápido, por isso, selecionamos as tecnologias do futuro que devem ganhar destaque em 2024. Compreenda, também, quais competências serão essenciais para o futuro no mercado de trabalho.

Por que tecnologias do futuro?

As transformações digitais estão redefinindo os negócios e a economia desde o início. Por meio da integração de avanços tecnológicos no interior de cada empresa, as cadeias de valor estão mudando fundamentalmente.

Muito mais do que a substituição de tecnologias antigas por novas, as tecnologias do futuro são também uma mudança cultural, agregando novos desafios e oportunidades a sociedade.

Nesse cenário, surgem algumas questões: Como o futuro será construído? Quais soluções serão base sólida para o amanhã? O conceito de tecnologias do futuro apresenta as inovações que fazem parte das perspectivas de desenvolvimento do segmento tech e viabilizam as infinitas possibilidades de automação. 

Os ecossistemas digitais são ferramentas poderosas que permitem gerar muito valor. Através das escolhas certas, empresas podem lucrar exponenciais com a transformação digital e, especialmente, com os modelos de negócios online.

Conheça agora as principais tecnologias do futuro!

Tecnologias do futuro: as 10 tendências dos próximos anos

Existem muitas tendências quando o assunto é tecnologia. Porém, algumas tecnologias do futuro vêm ganhando maior notoriedade por seu potencial transformador. Selecionamos as principais para você, confira! 

1. Inteligência artificial 

A inteligência artificial ganhou destaque em 2023, especialmente pela sua estrutura generativa. Na prática, isso quer dizer que as aplicações de IA permitem uma série de usos, desde a geração de texto e síntese de imagens até a composição musical. 

A IA generativa é tida como uma tecnologia de ponta, que promete revolucionar várias indústrias, permitindo que as máquinas criem conteúdos que se assemelham ao trabalho gerado pelo homem. 

Em constante expansão, as aplicações da IA generativa prometem uma série de oportunidades para aqueles que dominam essa tecnologia, promovendo mudanças na forma como interagimos e criamos conteúdo na era digital. 

Com conhecimentos em IA generativa, é possível buscar cargos em áreas como pesquisa, ciência de dados e indústrias criativas.

2. Internet das Coisas

Derivada do inglês Internet of Things, a IoT refere-se à interconexão de dispositivos físicos por meio da internet. 

Equipados com sensores, software e outras tecnologias, os dispositivos IoT podem coletar e trocar dados entre si, permitindo a automação, monitoramento e controle remoto de diversos processos e objetos do mundo real.

A IoT tem aplicações em uma variedade de setores e oferece inúmeras possibilidades. Confira os principais casos de uso para a Internet das Coisas:

  • Agricultura Inteligente: com uso de sensores para monitoramento do solo e de condições climáticas para otimização do plantio e colheita, os dispositivos IoT viabilizam até mesmo o rastreamento de gado.
  • Saúde Conectada: dispositivos de monitoramento remoto para pacientes, que permitem acompanhar níveis de glicose, pressão arterial e outras métricas. Essa é uma das tecnologias do futuro que permite ainda o rastreamento de equipamentos médicos em hospitais.
  • Indústria 4.0: manufatura automatizada com máquinas conectadas, manutenção preditiva de equipamentos industriais e produção gerenciada com controle remoto de processos.
  • Varejo Inteligente: os sensores IoT viabilizam rastreamento de estoques em tempo real, com ofertas personalizadas com base no comportamento do cliente. Os sistemas de pagamento automatizados e sem contato também são viáveis em função desta tecnologia.

Essa é uma das tecnologias do futuro que está apenas nos estágios iniciais. As previsões da Statista sugerem que, até 2030, 50 bilhões de dispositivos IoT estarão em uso geral ao redor do mundo, criando uma enorme rede de dispositivos interconectados.

3. Hiperautomação

A hiperautomação consiste na convergência de tecnologias avançadas, como automação robótica de processos (RPA), inteligência artificial (IA), machine learning (ML), processamento de linguagem natural (PLN) e análise avançada.

Também conhecida como automação inteligente de processos, essa tecnologia combina diferentes recursos de otimização e previsão, visando alcançar uma automação abrangente para lidar com processos mais complexos e multifuncionais.

O objetivo é facilitar a digitalização de ponta a ponta, simplificando as tarefas, buscando eficiência e ampliando as habilidades de cada área da empresa.

São exemplos de hiperautomação:

  • Assistentes Virtuais e Chatbots: ferramentas que usam processamento de linguagem natural para interagir com usuários, responder a perguntas comuns e realizar tarefas específicas;
  • Automatização em Aplicativos e Plataformas Online: sistemas que automatizam a personalização de recomendações, como em plataformas de streaming, e-commerce, redes sociais, etc.
  • RPA nas Empresas: automação robótica de processos em setores como finanças, recursos humanos e atendimento ao cliente, realizando tarefas rotineiras de forma eficiente.
  • Análise Preditiva: uso de algoritmos de machine learning para prever comportamentos do consumidor, tendências de mercado e necessidades operacionais.

4. Impressão 3D

Uma das tecnologias do futuro, a impressão 3D é usada para formular protótipos, principalmente no setor industrial e no mercado imobiliário. 

Essa inovação exige conhecimento de IA, aprendizado de máquina, modelagem e impressão, podendo ser aplicada para: 

  • Personalização e produção sob demanda: a impressão 3D permite a produção personalizada de objetos. É possível criar peças únicas conforme as especificações exatas do usuário. Isso é especialmente importante para setores como a medicina, já que a impressão 3D permite fabricar e personalizar próteses e implantes.
  • Redução de desperdício de material: a impressão 3D é um processo aditivo, no qual os objetos são criados camada por camada, o que resulta em menos desperdício de material.
  • Educação e inovação: esse é uma tecnologia do futuro que tem sido integrada em programas educacionais, levando para a sala de aula experiências práticas em design e fabricação.
  • Manufatura distribuída: a impressão 3D é ideal para descentralizar a produção, reduzindo custos de transporte e fornecendo soluções mais rápidas e eficientes.
A impressão 3D é uma tecnologia que atua como aliada na medicina, criando próteses conforme as necessidades do paciente.

5. Realidade virtual e Realidade aumentada

Entre as tecnologias do futuro, a Realidade Virtual (VR) e a Realidade Aumentada (AR), bem como a Realidade Estendida (ER), vêm se destacando. Enquanto a primeira imerge o usuário, a AR aprimora o ambiente de inserção.

A Realidade Virtual tem sido aplicada, principalmente, nos segmentos de:

  • Entretenimento e jogos virtuais;
  • Treinamento e simulações realistas, como nos setores militar, de aviação e medicina;
  • Colaboração e reuniões virtuais, especialmente no trabalho remoto.

Já a Realidade Aumentada é usada em outras áreas, como:

  • Aplicações móveis e navegação, fornecendo informações sobre pontos de interesse e direções em tempo real;
  • Comércio e publicidade, com provadores virtuais;
  • Processos de manutenção, nos quais técnicos podem usar dispositivos de RA para acessar informações em tempo real sobre equipamentos, manuais de serviço e orientações visuais durante a execução de tarefas;
  • Educação e treinamento, sendo a RA utilizada para enriquecer a aprendizagem, já que viabiliza aulas mais imersivas e experiências interativas.

6. Robótica

A robótica é uma área com grande potência de revolucionar o mercado com automatizações, possibilitando, inclusive, que tarefas de risco não sejam realizadas por humanos. 

Os robôs são máquinas complexas utilizadas em diferentes linhas de produção. Podem variar de tamanho, sendo incrivelmente pequenos, como os usados por cirurgiões, até veículos como o Mars Rover.

Em função do aprendizado da máquina e poder de computação acessível, os robôs podem detectar e processar um alto volume de dados com muito mais eficiência, inteligência e autonomia. 

7. Drones

Originalmente desenvolvidos para uso militar, os drones também variam em tamanho. Atualmente, são direcionados, principalmente, para a logística de entregas e serviços similares.  

O resultado da adoção de drones é a diminuição de custos operacionais, acidentes e mão de obra necessária. Um relatório da McKinsey afirma que esta tecnologia tem o potencial de atender diferentes casos de entrega, como refeições, necessidades B2B e mover amostras médicas para laboratórios.

Além das entregas de itens tangíveis aos usuários finais, os drones são cada vez mais usados no agronegócio, desde o mapeamento de solo até o fornecimento de pesticidas de maneira mais direcionada e sustentável.

Dessa forma, esta tecnologia do futuro de alto desempenho, miniaturizada e acessível, tem sido incorporada para uso comercial e privado. 

8. Energias renováveis

Mais do que uma tendência, a criação e desenvolvimento de energias renováveis vem se tornando, cada vez mais, uma necessidade.

A alta demanda energética exige ações eficientes, porém que não comprometam negativamente o meio ambiente a curto e longo prazo. São vários os exemplos de energias renováveis:

  • Energia Solar;
  • Energia Eólica;
  • Energia Hidrelétrica;
  • Energia das Marés;
  • Biomassa;
  • Biogás;
  • Geotérmica;
  • Energia das Ondas;
  • Energia Solar Térmica;
  • Hidrogênio Verde.

Ainda, para diminuir o impacto ambiental, empresas estão adotando medidas inovadoras e sustentáveis. Quer saber mais sobre a relação entre empresas e sustentabilidade? Então confira nosso conteúdo!

9. Cibersegurança

Entre as tecnologias do futuro, a segurança de dados é vital para a continuidade dos negócios de vários segmentos. 

Em função da frequente invasão de hackers, a segurança cibernética continua sendo uma tecnologia do futuro, pois precisa evoluir constantemente para aumentar a camada de proteção.

De acordo com o Gartner, até 2025, 60% das organizações verão o risco de segurança cibernética como um determinante primário na condução de transações e compromissos comerciais de terceiros. 

10. Carros autônomos 

Os carros autônomos estão mudando a maneira como mercadorias e pessoas são transportadas. Por meio de sensores, câmeras e algoritmos de IA para navegação, a eficiência do transporte é ampliada.

Além disso, a condução autônoma conta com controlador de velocidade, GPS e sistema de mudança de faixa, reduzindo o risco de acidentes.

Com os avanços tecnológicos dos sistemas de automação, estudos indicam que, futuramente, será possível realizar a direção completa sem qualquer interferência humana.

O sistema de carros autônomos é capaz de realizar manobras, como o estacionamento automático, bem como reagir a situações de trânsito.

A importância de se preparar para o futuro

Devido aos avanços tecnológicos, as tecnologias do futuro não param de evoluir. Responsáveis por automatizar uma série de processos, otimizam o fluxo de trabalho, simplificam a vida cotidiana e aumentam a produtividade. 

Para as empresas que desejam se manter competitiva no mercado, as tecnologias do futuro são fundamentais para garantir ganhos em eficiência operacional, produtividade e receita. 

Soluções da Ingram Micro para o futuro

As tecnologias do futuro estão presentes hoje e serão ainda mais estratégicas amanhã. Como vimos até aqui, elas viabilizam o desenvolvimento, a inovação e a digitalização de diferentes processos e modelos de negócios. Conheça as soluções da Ingram Micro que podem ajudar sua empresa a se manter competitiva no futuro. 

Este artigo foi útil?

(4)

Você já votou neste post

Roberto Gero

Roberto Gero

Diretor de Produtos e Advanced Computing da Ingram Micro Brasil. Formado em Engenharia Mecânica, com MBA Executivo pela FIA/USP – Fundação Instituto de Administração. Desde 2017, trabalha como Diretor de Soluções Avançadas na Ingram Micro Brasil; com mais de 25 anos em áreas de negócios de TI, passou por diferentes posições em Canais e Fabricantes, incluindo IBM, Oracle e Ingram Micro.